alexandre brandao

Galho

alexandre brandao  Branch

source: alexandrebrandao

Formado em comunicação social pela Universidade Federal de Minas Gerais e artes visuais pela Escola Guignard/UEMG, tem participado de festivais e exposições no Brasil e no exterior.
Realizou as seguintes exposições individuais: “Efeito sem Causa”, Centro Cultural Oswald de Andrade, São Paulo, 2013; “Alexandre Brandão”, Galeria Leme, São Paulo, 2013; “Quase Sombra”, Espaço Pivô, São Paulo, 2012; “Alexandre Brandão – Desenho”, Espaço Revista Cult, São Paulo, 2012; “Entrebranco”, Galeria Arlinda Corrêa – Palácio das Artes, Belo Horizonte, 2006.
Dentre as exposições coletivas que participou, destacam-se: “18º Festival Internacional de Arte Contemporânea SESC Videobrasil”, São Paulo, 2013; “Red Bull House of Art – Residências Sampaio Moreira 2010/2011″, Red Bull Station, São Paulo, 2013; “PIESP – Exposição”, São Paulo, 2012; “Aparatos Ópticos, a exposição-projeção”, Paço das Artes, São Paulo, 2012; “Abre Alas 8″, Galeria A Gentil Carioca, Rio de Janeiro, 2012; “WABI-SABI – Nada se ensaia, procura-se a falha”, Galeria Mendes Wood, São Paulo, 2011; “17º Festival Internacional de Arte Contemporânea SESC Videobrasil”, São Paulo, 2011; “Red Bull House of Art”, São Paulo, 2011; “5ª Bienal Interamericana de Videoarte”, Washington D.C., EUA, 2010; “Projeto Atelier Aberto”, Galeria da Escola Guignard, Belo Horizonte, 2010; “59º Salão de Abril / Arte: Desejo e Resistência”, Fortaleza, 2009; “15º Festival Internacional de Arte Eletrônica Videobrasil”, São Paulo, 2005; “Bienal de Filmes de Arte de Colônia”, Alemanha, 2005.
Em 2010 foi premiado na “5ª Bienal Interamericana de Videoarte” (Washington DC, EUA) e em 2014 ganhou o prêmio “Bolsa de Residência Artística ICCo / SP-Arte” na instituição Residency Unlimited, em Nova York. Seu trabalho integra a coleção Fiorucci Art Trust, Londres, Inglaterra.
.
.
.
.
.
.
.
source: residencyunlimitedorg

Alexandre Brandão builds images from the combination of the use of drawing – in its expanded concept, as apropriation of original forms of objects – and unveiled mechanisms that alter its own configuration. Exploring strategies that jumble together processes from nature and culture, Brandão has produced in recent years, drawings, animations and sculptures with light effects and (an-)organic materials such as water and stone, ink and charcoal.

Alexandre Brandão has shown his work in festivals and exhibitions in Brazil and internationally including Cologne KunstFilm Biennale, in Germany in 2005, 17th and 18th Contemporary Art Festival Sesc Videobrazil in São Paulo in 2011 and 2013 and Efeito sem Causa in São Paulo in 2013.