RYUICHI SAKAMOTO

坂本龙一
坂本龍一
류이치 사카모토
Рюичи Сакамото
oppenheimer’s aria
Sakamoto compôs esta ária para sua ópera Life, em 1999. Essa música, acompanhada do texto lido pelo próprio Oppenheimer, torna-se algo imperdível para não repetir grandes erros.
Sakamoto compôs o Aria para Oppenheimer com base em uma filmagem do cientista. Seus olhos transmitem todo o horror que ele carregou ao longo de sua vida.
“Sabíamos que o mundo não seria o mesmo. Algumas pessoas riram, algumas choraram, muitas ficaram em silêncio. Lembro-me da linha da escrita hindu, o Bhagavad-Gita. Vishnu está tentando persuadir o príncipe a cumprir seu dever e, para impressioná-lo, ele assume sua forma com vários braços e diz: “Agora, me tornei a morte, destruidor de mundos.” Acho que todos nós pensamos isso, de uma forma ou de outra. . ” – Robert Oppenheimer, 16 de julho de 1945. Los Alamos, Novo México.

NOHLAB & PLATO MEDIA LAB

Deep Space Music reúne som e imagem, música e animação por computador de uma forma que transforma o espaço de projeção em um cenário para experiências íntimas. Nele, o pianista japonês Maki Namekawa apresenta um programa de obras de três compositores visionários que também são considerados grandes pensadores. Seu concerto de piano comemora musicalmente o 60º aniversário de Ryuchi Sakamoto (JP) e Philip Glass ‘(EUA), e comemora o 100º aniversário do nascimento de John Cage (EUA).