FREDERIK HEYMAN

Formalidade Cerimonial
O trabalho de Frederik Heyman é um ato de equilíbrio que incorpora várias mídias – incluindo vídeo, instalações e fotografia – muitas vezes em um ambiente digitalmente alterado. Em seu trabalho, Heyman explora a memória e a duração, usando fotogrametria e digitalização 3D para retratar e representar a passagem do tempo. As marcas registradas do trabalho de Heyman são mecânicas e tecnológicas: fios, rodas, letreiros LED de rolagem, armações de metal, pinças, lâmpadas industriais, telas e câmeras. Corpos – ao contrário dos humanos – estão sujeitos a uma dinâmica incomum com essas armadilhas tecnológicas. Em Cerimonial Formality (2020), uma contorcionista está presa em uma gaiola de metal enquanto um espectador, preso a fios, observa.

.

Zeremonielle Formalität Frederik Heymans Arbeit ist ein Balanceakt, der mehrere Medien einbezieht – darunter Video, Installationen und Fotografie – oft in einer digital veränderten Umgebung. In seiner Arbeit erforscht Heyman Gedächtnis und Dauer, indem er Photogrammetrie und 3D-Digitalisierung verwendet, um den Lauf der Zeit darzustellen und darzustellen. Die Markenzeichen von Heymans Arbeit sind mechanisch und technologisch: Drähte, Räder, scrollende LED-Schilder, Metallrahmen, Pinzetten, Industrielampen, Bildschirme und Kameras. Körper unterliegen bei diesen technologischen Fallstricken – anders als der Mensch – einer ungewöhnlichen Dynamik. In Ceremonial Formality (2020) ist ein Schlangenmensch in einem Metallkäfig gefangen, während ein kabelgebundener Zuschauer zuschaut.

JOACHIM SMETSCHKA

Instante
FILE FESTIVAL
Videoinstalação, loop de 24 minutos. Baseado em oito retratos fotográficos diferentes, este experimento de percepção visual consiste em 35.992 imagens intermediárias geradas sinteticamente, que são a matéria-prima deste “retrato de base temporal”. O retrato muda gradualmente no decorrer de 24 minutos, negando ao espectador as possibilidades costumeiras de identificar e memorizar traços humanos individuais.

BART HESS

Distrito de Vestuário
Bart Hess criou a instalação para explorar maneiras pelas quais os humanos podem aumentar e estender as formas de seus corpos, criando uma espécie de prótese que é única a cada vez. Para criar a roupa, os indivíduos são amarrados a uma armadura robótica e depois baixados para uma piscina de água e cera. À medida que a cera se move na água, ela começa a endurecer, ligando-se ao corpo. A pessoa é então retirada da água, envolta em um casulo de cera que pode ser cortada ou quebrada.

DISNEY RESEARCH

Olhar robótico realista e interativo
“Sistema para olhar realista em interações entre humanos e robôs usando um busto humanóide Audio-Animatronics®. Trabalhos anteriores examinando o olhar mútuo entre robôs e humanos enfocaram a implementação técnica. Apresentamos uma arquitetura geral que busca não apenas criar interações de olhar do ponto de vista tecnológico, mas também através das lentes da animação de personagens onde a fidelidade e a credibilidade do movimento são fundamentais; ou seja, procuramos criar uma interação que demonstre a ilusão de vida. É descrito um sistema completo que percebe pessoas no ambiente, identifica pessoas de interesse com base em ações, seleciona um comportamento de olhar apropriado e executa movimentos de alta fidelidade para responder aos estímulos. Usamos mecanismos que imitam comportamentos motores e de atenção análogos aos observados em sistemas biológicos, incluindo habituação de atenção.” Disney Research

LILLA LOCURTO & BILL OUTCAULT

La marioneta voluntariosa
la marioneta voluntariosa (2014) fue creada por los artistas Lilla LoCurto y Bill Outcault durante una residencia en la Universidad de Carolina del Norte en Charlotte, trabajando con la Facultad de Computación e Informática y la Facultad de Arte y Arquitectura. La marioneta está impresa en 3D a partir de la imagen escaneada de una figura humana y responde de manera atractiva en tiempo real a los gestos humanos espontáneos al leer los movimientos y expresiones de un espectador. Sus cuerdas son manipuladas por motores y software y hay dos sensores de profundidad que leen y analizan los comportamientos y gestos de los participantes. Las acciones posteriores de la marioneta están diseñadas para provocar más respuestas, creando un intercambio que se centra en la fragilidad e inseguridades del participante humano y planteando cuestiones de relevancia contemporánea. La intención del proyecto no era crear tanto un robot que funcionara perfectamente, sino más bien imbuir una marioneta obviamente accionada mecánicamente con la capacidad de solicitar un diálogo físico y emocional con un espectador.

The Constitute: Sebastian Piatza & Christian Zoellner

Eyesect
file festival
”Eyesect” é uma constelação interativa vestível que reflete um experimento extracorpóreo de maneiras imersivas. O trabalho permite que os usuários vicenciem seu ambiente sob novos pontos de vista. O mundo, conforme o percebemos na realidade e por meio da mídia, é alinhado com a visão dos seres humanos através de binóculos e estereoscópio. Essa perspectiva onipresente centrada no humano e o debate crítico sobre a tecnologia 3D que só estimula o espaço real e não simula a ânsia por novas propostas visuais foram o ponto de partida para o trabalho em ”Eyesect”

Oliveira & Mateus Knelsen

Monomito
FILE LED SHOW
FILE FESTIVAL
Inspirado no “Herói de mil faces”, de Joseph Campbell, “Monomito” é uma performance multimídia em que um performer cruza o espaço público vestindo um aparato que reconhece padrões visuais de rostos humanos, “sequestrando-os” e projetando-os na máscara do performer, assim como em outros lugares do espaço por onde cruza.

EMIL ALZAMORA

埃米尔·阿尔萨莫拉
Эмиль Альзамора

“A forma humana é uma constante no meu trabalho. Costumo exagerar ou distorcer para revelar uma situação emocional ou física, ou para contar uma história. Limitação e potencial são tão humanos quanto a carne, mas dificilmente tão tangíveis. Em meus trabalhos procuro tornar visível essa interação ”.