CÉCILE B. EVANS

lower pop installation

A prática de Cécile B Evans examina a maneira como a sociedade contemporânea valoriza as emoções. Muitas vezes desafia os valores sociais “objetivos”, regidos por padrões comumente reconhecidos e expressos em formas mutuamente acordadas, favorecendo a experiência pessoal e o subjetivo. Ela está interessada na tensão entre “o que se passa na sua cabeça, realmente, e no seu coração, realmente” (Robert Brenton e David Newman, ‘o novo Sentimentalismo’, 1964) e uma sociedade moderna que tem consistentemente tentado definir o eu -expressão em termos hierárquicos, ainda apoiada pelos efeitos democratizantes da tecnologia digital.