FILE ANIMA+ GAMES RIO 2015

FILE ANIMA+ GAMES RIO 2015
de 03 a 29 de novembro

os9-20

FILE ANIMA+ GAMES RIO 2015

de 03 a 29 de novembro

FILE GAMES RIO 2015
ANIMA+GAMES
O olhar virtual

Oi Futuro apresenta a exposição “FILE GAMES RIO 2015, ANIMA+GAMES: O olhar virtual” de 03 a 29 de novembro no Oi Futuro Flamengo. A programação abrange experiências completamente imersivas através de dispositivos de realidade virtual, jogos para diversas plataformas, como computadores e tablets, e animações de vários países, artistas premiados no FILE ANIMA+ AWARD e festivais parceiros.
A grande novidade dessa exposição é o conteúdo lúdico e artístico através de equipamentos que proporcionam a realidade virtual de imersão completa. São experiências diretamente ligadas às nossas percepções físicas, como olhar em volta, capazes de nos colocar em ambientes fantásticos a provocar sensações impressionantes. Em “The Night Cafe”, do artista Mac Caley, por exemplo, o visitante pode explorar o mundo das pinturas de Van Gogh, aproveitar seus icônicos girassóis em três dimensões ou andar em torno da cadeira que ele pintou em seu quarto. Já em “Swing”, das artistas Christin Marczinzik & Thi Binh Minh Nguyen, com um balanço e um óculos 3D, o sonho de voar se transforma em realidade.
Entre os jogos para computadores, o destaque é “Shadow Puppeteer”, do Sarepta Studio, que conta a história de um menino e sua sombra que, uma vez separados, precisam aprender a trabalhar juntos, manipulando a escuridão e a luz. “FRAMED”, da Loveshack Entertainment, é um jogo de enigmas noir para tablet, em que o visitante deve reorganizar os quadros de uma história em quadrinhos para mudar o desfecho da história.
A exposição de animações apresenta trabalhos de curta­-metragem de artistas inovadores e experimentais que usam diferentes técnicas e abordam assuntos diversos. Também apresenta a mostra “Cutting Edge Animation” com animações do coletivo Aboveground Animation, um showcase itinerante de animações, vídeos e performances musicais e de artistas do mundo inteiro. Pela primeira vez, o FILE conta com um prêmio de animação, o FILE ANIMA+ AWARD. Com mais de 100 trabalhos inscritos em diversas técnicas, 6 animações foram escolhidas como finalistas, distribuídas em 1o, 2o e 3o lugares e 3 menções honrosas. Também são exibidas animações premiadas nos mais importantes festivais de animação do mundo, Japan Media Arts Festival, Be There! Corfu Animation Festival, SICAF, SIGGRAPH e ANIMA -­ Córdoba International Animation Festival.
Esta é a quinta edição do FILE GAMES RIO, evento organizado pelo FILE ­ Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, maior festival de arte e tecnologia da América Latina. A programação completa pode ser encontrada no website file.org.br. A entrada é gratuita para todas as atividades.

Fernanda Albuquerque de Almeida
Coordenação de Conteúdo

FILE ANIMA+ 2015

Animações independentes são tão antigas quanto a própria arte da animação. É através delas que seus criadores buscam experimentar novas técnicas com baixos orçamentos. O avanço de tecnologias em softwares de animação, que baratearam custos e cortaram etapas de produção, vem fazendo com que animadores independentes, estejam eles em pequenas produtoras ou mesmo trabalhando sozinhos em um esquema DIY, conquistem cada vez mais espaço. Essa conquista está diretamente relacionada com a rapidez de troca de informações e facilidade de divulgação na internet.
A independência de grandes estúdios e o formato em curta-metragem permitem que os artistas lidem com narrativas de cunho mais experimental e técnicas inovadoras. Descobrir novos artistas, novos trabalhos e novas linguagens é um passatempo acessível a qualquer um com uma conexão de internet. Porém, a criação de espaços não virtuais para a divulgação desses trabalhos e a troca entre esses artistas e seu público, assim como um lugar que reúna trabalhos diversificados em técnicas e narrativas, ainda é um desafio.
Com isso em mente, o FILE Anima+ deste ano apresenta 107 obras de curta-metragem de artistas inovadores e experimentais, que trabalham com diferentes técnicas e abordam assuntos diversos, desde a insônia a reflexões sobre o gênero. Queremos, assim, criar um espaço de discussão sobre essas obras. Um dos destaques é “Bang Bang!”.
A animação francesa “Bang Bang!”, do diretor Julien Bisaro, conta a história de Eda, uma jovem mulher que, ao se aposentar, vê-se presa em um mundo onde se sente obrigada a seguir as instruções de seu pai. Com um forte senso de luz, câmera, layout e uso mínimo de cor, Bisaro criou um filme altamente emotivo que atrai o público e se conecta à criança que existe em cada um de nós”.
Em sua quinta edição, o FILE Anima+ apresenta, além da curadoria de curtas – que busca desde sua origem ser uma janela para artistas e profissionais da área de animação, instituições de ensino e estúdios de pequeno a grande porte, incentivando a formação de novos públicos –, uma nova proposta de exibição, chamada “Cutting Edge Animation”, ou seja, animações que apresentam em seus temas ou técnicas inovações de linguagem e narrativa. Compostas por um grupo internacional de artistas emergentes, essas obras refletem conteúdos experimentais que misturam diferentes assuntos e mídias e nas quais o termo “animação” vai muito além das técnicas tradicionais, evocando espanto, euforia, terror e beleza. Os artistas participantes dessa mostra fazem parte do coletivo Aboveground Animation, um showcase itinerante de animações, vídeos e performances musicais e de artistas do mundo inteiro. A curadoria “Cutting Edge Animation” do FILE Anima+ 2015 conta com 23 animações de 13 artistas diferentes. Os trabalhos apresentam grande diversidade entre si, explorando as possibilidades da animação em seus extremos. Cada artista busca em seus tópicos de preferência as potencialidades de narrativa contidas nos seus contextos sociais e artísticos.
Pela primeira vez, o FILE Anima+ conta também com uma premiação. O FILE Anima+ Award é um prêmio de animação que complementa as atividades do FILE Anima+, festival de animação que, desde 2011, exibe trabalhos de artistas do mundo inteiro com o objetivo de difundir a animação como gênero artístico.
Mais de cem trabalhos foram inscritos. Concorreram ao prêmio trabalhos realizados nas mais diferentes técnicas, tais como: 3D, 2D, stop motion, pixilation, claymation, experimental, anime, light painting e outros. Dentre os finalistas, 06 obras foram selecionadas. Os três primeiros colocados receberam uma premiação simbólica: 1º lugar – Etter Studio: Michael Frei & Mario von Rickenbach, com a obra “Plug & Play”, da Suíça; 2º lugar – Agrawal, com a obra “Shri Hanuman Chalisa 3D”, da Índia; e 3º lugar – Mauro Carraro, com a obra “Aubade”, da Suíça. E três obras receberam menções honrosas: 1. Pedro Harres, com a obra “Castillo y el Armado”, do Brasil; 2. Javier Longobardo, com a obra “Believe the Lie”, da Espanha e 3. Katsuki Nogami, com a obra “After Remnant”, do Japão.
Como já vem ocorrendo desde a primeira edição, o FILE Anima+ conta com diversos festivais de animação parceiros, que apresentam, a cada ano, o melhor de suas edições através de uma seleção de animações premiadas. Este ano teremos o Japan Media Arts Festival, Be There! Corfu Animation Festival, SICAF, SIGGRAPH e ANIMA ­ Córdoba International Animation Festival.

Raquel Fukuda
Coordenação do FILE ANIMA+

PROGRAMAÇÃO

FILE ANIMA+ AWARD

1. Etter Studio: Michael Frei & Mario von Rickenbach – Plug & Play – Suíça
2. Agrawal – Shri Hanuman Chalisa 3D – Índia
3. Mauro Carraro – Aubade – Suíça

MENÇÃO HONROSA | HONORABLE MENTION

Pedro Harres – Castillo y el Armado – Brasil
Javier Longobardo – Believe the Lie – Espanha
ノガミカツキ – After Remnant – Japão

CUTTING EDGE ANIMATION

Barry Doupé – Thalé – Canadá
Emanuele Kabu – It’s Called “Moon” – Itália
Erin Dunn – Red Monkey – Estados Unidos
Hugo Arcier – Fiction 1 – França
Hugo Arcier – L’affaiblissement Progressif des Ressources – França
Hugo Arcier & Le Cube – Nostalgia for Nature – França
Hugo Arcier & Mathilde Marc – Camgirl Odalisque – França
Kathleen Daniel – Lovin – Estados Unidos
Katie Torn – Breathe Deep – Estados Unidos
Katie Torn – Dream House – Estados Unidos
Katie Torn – Geo Crash – Estados Unidos
Katie Torn – The Calm Before the Storm – Estados Unidos
Lale Westvind – Flesh Gun – Estados Unidos
Lauren Gregory – Triptych – Estados Unidos
Martha Colburn – Film for the Author Diana Wagman – Estados Unidos
Martha Colburn – Film for the Novel “Human Events” – Estados Unidos
Martha Colburn – Here Comes Another Lesson – Estados Unidos
Martha Colburn – Wrong Time Capsule – Estados Unidos
Mount Emult – Eyeseyeseyeseyes Eyes On You Baby! – Estados Unidos
Ryan Hale – Cluster – Estados Unidos
Shelley Dodson – Fissure Ritual – Estados Unidos
SSION – Woman – Estados Unidos

ANIMA+GAMES

Adrián Regnier – I. – México
Adrián Regnier – U. – México
Alan Becker – Animator vs. Animation IV – Estados Unidos
Bittler: Bittler Serge Bernard & Bittler Théo – The Other World – França
Carolina lolas – Parasitaje a Théngu – Chile
Danny Madden – All Your Favorite Shows! – Estados Unidos
Danny Madden – Confusion Through Sand – Estados Unidos
Darren Pearson – Lightspeed – Estados Unidos
David Mussel – Estrela – Brasil
David Schaffer – Trees – França
Dmitry Zakharov – Inside Me – Alemanha
Douglas Alves Ferreira – O Menino que Sabia Voar – Brasil
EID/COBURN: Celia Eid & Robert Coburn – Interstitial Traces – França
Evan Mann – Pure Concentricity – Estados Unidos
Fernanda Frick – When I’m Scared – Chile
Gabriel S Moses – ENHANC[=MENT | an augmented graphic novel – a quick presentation – Alemanha
Glasz DeCuir – Disappear (Crossing Simulator) – Espanha
Greg Barth – Hello Play – Inglaterra
HEM – GIOCANDO CON I BOTTONI – Itália
Henning M. Lederer – The Whale – Alemanha
Hugo Cierzniak – Dip N Dance – França
Hugues Clément – G L E A M – Canadá
Impromptu: Lucas Pelegrineti Grynszpan, Lucas Ribeiro Rodrigues & Vinícius Franco – Tanto Faz – Brasil
Jan Goldfuß – 2=1(+1=n) (Cold Memories 2) – Alemanha
Jan Goldfuß – Foldedolors – Alemanha
Jan Goldfuß – Space-Fluid #5 – Alemanha
Jason Nelson – City Forest and the Sandy End – Austrália
Jason Nelson – The Fences Divide Five – Austrália
Javier Longobardo – When Girls Collide – Espanha
Joanna Bonder – Digits – Polônia
Joanna Bonder – Rope2 – Polônia
Joey Cheers, Teon Simmons, & Fishy Thom – The Orca Awareness Project – Estados Unidos
Johan Rijpma – Descent – Holanda
Johan Rijpma – Division – Holanda
Joshuah Howard, Svenja Keune, Lorenz Potthast & Jonas Wiese (Urbanscreen) – The Colony – A Tale on Textile – Alemanha
Julien Bisaro – Bang Bang! – França
Karin Tueta – The Winepress – França
Kelli Anderson & Selena Simmons-Duffin – NPR-Talking While Female – Estados Unidos
Leo Uehara – Un día – Argentina
Liliana Farber – Where X and Y – Israel
Lorenzo Oggiano – Quasi-Objects / Cinematic Environment #8 – Itália
Marcelo Castro – DALIVINCASSO – Brasil
Marcio Shimabukuro (Shima) – Baleia – Brasil
Martin Smatana – Rosso Papavero – Eslováquia
Mauricio Bartok – Luz, Sombra e Medo – Brasil
Max Hattler – Shift – Hong Kong
Max Hattler – Unclear Proof – Hong Kong
Max Hattler – X – Hong Kong
Mike Pelletier – Time of Flight – Holanda
Nicolás Rupcich – Untitled – Alemanha
Oleg Elagin – The Unknown Technician – Rússia
Paulo Passaro – Coco de Elevador – Brasil
Péter Vácz – Rabbit and Deer – Alemanha
PetPunk – A Story About A Badger – Lituânia
PetPunk – Woos – Lituânia
Província Studio: Guilherme Araújo & Iuri Araújo – Aniz, a bruxinha aprendiz – Brasil
Província Studio: Iuri Araújo & Guilherme Araújo – Batalha das Máscaras – Brasil
Pu Shuai Cheng – Consciousness Spin Project – Taiwan
Robert Hloz – Numbers – República Tcheca
Rodrigo EBA! – Graffiti Dança – Brasil
Sandrine Deumier & Alx P.op – MagicalGarden – França
Simona Muzzeddu – BORDERLINE PSYCHOTIC ACTIVITY – Itália
Siyu Mao – Graphic Destroys the Universe – Alemanha
Stephen Hilyard – One Life – Estados Unidos
Susanne Wiegner – [meine heimat] – Alemanha
Susanne Wiegner – at the museum – Alemanha
Susanne Wiegner – Home! Sweet home! – Alemanha
Susanne Wiegner – Kaspar Hauser Song – Alemanha
Susanne Wiegner – the light – the shade – Alemanha
Thiago R – Linhas de Contenção – Brasil
Tiny Inventions: Ru Kuwahata & Max Porter – Between Times – Estados Unidos
Tutsy Navarathna – MetaPhore – Índia
Ulf Kristiansen – Jealous Guy – Noruega
Wayner Tristão – A chuva de cada um – Brasil
Wilson Borja – Babochka – Colômbia
Wilson Borja – Chere – Colômbia
Wrik Mead – Draw the Line – Canadá

FESTIVAIS PARCEIROS

Anima – Festival Internacional de Animação de Córdoba

Becho Lo Bianco & Mariano Bergara – Inercia – Argentina
Bjor-Erik Aschim & Sam Taylor – Everything I Can See From Here – Reino Unido
Philipp Artus – Snail Trail – Alemanha
Raf Wathion – DAY_6011 – Bélgica
Santiago ‘Bou’ Grasso – Padre – Argentina
Spela Cadez – Boles – Eslovênia/Alemanha
Thomas Stellmach & Maja Oschmann – Virtuos Virtuell – Alemanha

Be There! Corfu Animation Festival 2014

Adam Schachner – The Old People Museum – Canadá
Beatriz Herrera Carrillo – Moskina – México
Csaba Gellár – Blackwood – How to Write a Blackwood Article – Hungria
Dao Thi Thuy Linh – Dinosaurs – República Tcheca
Effie Pappa – My Stuffed Granny – Reino Unido/Grécia
Hannes Rall – Si Lunchai – Alemanha/Singapura
Kim Noce – The Waterbearer – Reino Unido
Nassos Vakalis – Dinner for Few – Estados Unidos
Rebecca Archer – Canuck Black – Reino Unido
Salvatore Centoducati, Eleonora Bertolucci, Ruben Pirito & Giulio De Toma – Office Kingdom – Itália
Shaun Clark & Kim Noce – The Key – Reino Unido

Japan Media Arts Festival

Fuyu ARAI – 1347smiles – Japão
Hiroyasu ISHIDA – Rain town – Japão
Kohei YOSHINO (networks) – ab_rah – Japão
Kunio KATO – The House of Small Cubes – Japão
Masahiko SATO + EUPHRATES – Issey Miyake A-poc Inside – Japão
Masanori OKAMOTO – I am alone, walking on the straight road – Japão
Masashi YOKOTA – Kiokuzenkei – Japão
Morihiro HARANO, Jun NISHIDA, SeiichiHISHIKAWA, Kenjiro MATSUO, Mitsuo TSUDA & Toshifumi OISO – Xylophone – Japão
Takashi NAKAMURA – Shashinkan (The Photo Studio) – Japão

SICAF

Alan HOLLY – Coda – Irlanda
Anete MELECE – The Kiosk – Suíça
Augusto ZANOVELLO – Women’s letters – França
Dong-Cheol YOUM – I’m So Sorry Mom – Coreia do Sul
Kari PIESKÄ – No Time for Toes – Finlândia
Yan-Tong ZHU – My Milk Cup Cow – Japão
Yu-Mi JOUNG – Love Games – Coreia do Sul

SIGGRAFH Asia

Alessandro Pacciani – Dark Souls II
And Maps And Plans – Coda
Animation and Digital Art School of Communication University Of China – A Warrior’s Dream
Aug&ohr medien – MeTube: August sings Carmen Habanera
Autour de Minuit – Ascension
Autour de Minuit – Escarface
Autour de Minuit – Greenfields
Autour de Minuit – Home Sweet Home
Autour de Minuit – My Little Croco
Autour de Minuit – Sun of a Beach
Autour de Minuit – Treo Fiskur
China Central Academy of Fine Arts – Journey Of My Memory
Delapost Paris – Space Cat Hob
Digic Pictures – Assassin’s Creed Unity E3 Cinematic Trailer
Digipen Institute of Technology – Level 1457 Last
Emily Carr University of Art and Design – Happy & Gay
ESMA – 100m
ESMA – Beyond the lines
ESMA – Entracte
ESMA – Forward, March!
ESMA – La vie en vert
ESMA – L’Incroyable Marrec
ESMA – Monkey Symphony
Ilion Animation Studios – Mortadelo y Filemon contra Jimmy el Cachondo
Jelly Studio – Story Muh
Je Regarde – Land
Je Regarde – Juste de l’eau
Light Chaser Animation Studios – Little Yeyos
Media Design School – Over The Moon
Media Design School – Shelved
Method Studios – DirecTV ‘Troll’
Method Studios – Divergent – Behind the ‘Mirror Room’
Method Studios – General Electric ‘Childlike Imagination’
Method Studios – Infiniti ‘Factory of Life’
Method Studios – Iron Man 3 – The ‘Extremis Effect’
Method Studios – White House Down – Destruction of the Capitol
Middlebury College – 11 Paper Place
ModernEye – Light Motif
Niv Shpigel – Load
Passion Pictures – Bank of America ‘Gladly Tuesday’
Passion Pictures – Nike ‘The Last Game’
Ringling College of Art and Design – The Legend of the Flying Tomato
Ringling College of Art and Design – The Prize Inside
Sarah Kambara – Jinxy Jenkins, Lucky Lou
School of Visual Arts – Cupidiculous
School of Visual Arts – Monster
Sève Films – Atome Luce
Sève Films – Amasia
Sève Films – Floating in my mind
Sève Films – Fol’Amor
Sève Films – Initium
Sève Films – Meet Meat
Sève Films – Myosis
Sève Films – Un Conte
Taiwan University of Arts – Red Spot
The Monk Studio Co. Ltd. – Nine

FILE GAMES RIO 2015

Era quase impossível imaginar que jogos digitais alcançariam tantas plataformas e tantas pessoas, tornando-se uma das linguagens mais influentes da vida contemporânea e uma das maiores indústrias de entretenimento do planeta.
Tão cedo quanto no ano de 1940 o primeiro jogo eletrônico foi exibido numa máquina chamada Nimatron, e hoje, 2015, depois de sete décadas, oito gerações de consoles e inúmeras plataformas, exibimos no FILE GAMES RIO 2015, ANIMA+GAMES jogos nos quais a narrativa, o design e a arte, combinados à jogabilidade, evidenciam a riqueza variada dessa linguagem.
A grande novidade dessa curadoria é a apresentação de conteúdo lúdico e artístico através de equipamentos capazes de proporcionar mais uma nova experiência: a realidade virtual de imersão completa. São experiências diretamente ligadas às nossas percepções físicas, como olhar em volta, capazes de nos colocar em ambientes fantásticos a provocar sensações impressionantes.
Na realidade virtual com dispositivos de visão 3D a ação não é mais necessariamente frontal como estamos acostumados a produzir ou consumir conteúdo, sempre de frente para uma tela. Essa tecnologia já está alterando a forma de interatividade dos jogos e promete alterar também a forma sob a qual perceberemos o cinema.
Nessa edição do FILE GAMES RIO 2015, apresentamos algumas experiências imersivas através de diferentes equipamentos. É a sua vez de experimentar!
Maria Eugênia Mourão
Coordenação do FILE GAMES

PROGRAMAÇÃO

INSTALAÇÕES
Mac Cauley – The Night Cafe – Estados Unidos
Christin Marczinzik & Thi Binh Minh Nguyen – Swing – Alemanha
Felix Herbst – How Does That Move – Alemanha

GAMES

Alien Trap – Apotheon – Canadá
Arachnid Games – Ballpoint Universe: Infinite – Estados Unidos
Behold Studio – Chroma Squad – Brasil
Brace Yourself Games – Crypt of the NecroDancer – Canadá
bracket]games – Three Fourths Home – Estados Unidos
Broken Rules – Secrets of Rætikon – Áustria
Compulsion Games – Contrast – Canadá
Croteam – The Talos Principle – Croácia
grapefrukt games – rymdkapsel – Suécia
inkle – 80 Days – Reino Unido
inkle – Sorcery! – Reino Unido
Loveshack Entertainment – FRAMED iOS – Austrália
Mi Clos Studio – Out There – França
Michael Frei & Mario von Rickenbach / Etter Studio – PLUG & PLAY – Suíça
Might and Delight – Shelter 2 – Suécia
Minority Media – Spirits of Spring – Canadá
Modern Dream – LA Cops – Reino Unido
Monogon Games – Interloper – Holanda
Over the Moon – The Fall – Canadá
Pocket Trap – Ninjin – Brasil
Polyculture – Prune – Estados Unidos
Santa Ragione – FOTONICA – Itália
Sarepta Studio – Shadow Puppeteer – Noruega
Spaces of Play – Future Unfolding – Alemanha
SuperChop Games – Ephemerid – Estados Unidos
SuperGiant Games – Transistor – Estados Unidos
Tale of Tales – Sunset – Bélgica
Upper One Games / E-Line Media – Never Alone (Kisima Ingitchuna) – Estados Unidos
XXIIVV – Oquonie – Canadá

GAMES DE ÓCULOS 3D

Ana Ribeiro – Pixel Rift – Brasil
Backlight Studio – Birdy King Land – França
Dejobaan Games – Aaaa for the Awesome – Estados Unidos
Kite Lightning – Senza Peso – Itália
Mac Caley – The Night Cafe – Estados Unidos
Mat Walker – Body of the Night – Estados Unidos
Slacker Games – Private Eye – Inglaterra
Tomáš Mariančík – SightLine the Chair – República Tcheca
Vertigo Games – World of Diving – Holanda

SERVIÇO

FILE GAMES RIO 2015: O olhar virtual (Exposição)

04 a 29 de novembro de 2015
ANIMA+GAMES (Exposição)
04 a 29 de novembro de 2015
Oi Futuro Flamengo
Rua Dois de Dezembro, 63
Terça a domingo, das 11h às 20h

oifuturo.org
Entrada franca para todas as faixas etárias

Informações:
info@file.org.br
file.org.br