TEC

source: tecalbum

Nacido en Córdoba, Argentina.
Comenzó a pintar en la calle en el año 90, promocionando su banda de rock, Ocote. Tenia 15 años.
Su adolescencia se ve influenciada por el fútbol , las bandas de rock y el Grafiti tradicional tipográfico, allí firmaba como Sade y Tec, con el tiempo quedo solo Tec.

Ya en Buenos Aires, estudió diseño gráfico en la Universidad de Buenos Aires (U.B.A).
A finales de los noventa, se suma al colectivo artístico FASE, en donde sigue desarrollándose como miembro activo.
El grupo FASE nace como un fanzine universitario y luego se desarrolla multidisciplinariamente junto al colectivo DOMA, quienes definieron las características de color, naturaleza, diseño y positivismo que han representado la escena de arte urbano de Buenos Aires desde el crack financiero de 2001 hasta nuestros días.

En el año 2005 Fase representa a Argentina en el festival de Cine de Berlin con su cortometraje FASE FUTBOL 05, el corto forma parte del contenido audiovisual del Mundial de fútbol de Alemania 2006.
Individualmente, Tec desarrolla su estilo justo cuando el arte urbano se encontraba bajo el influjo de los logotipos y los personajes amables de tipo comic que incluso imitaban ilustraciones de libros infantiles.
Mucho más interesado en el color que en la caligrafía y las letras típicas del graffiti, Tec se dedicaba a pintar un pez cortado por la mitad como señal de identidad. Poco a poco su estilo fue evolucionando, haciéndose más expresivo y abriéndose a más influencias; desde Basquiat al Brut art.

Paralelamente, Tec ha trabajado durante todos estos años para diferentes agencias de publicidad y productoras de Cine, lo que le dio los conocimientos técnicos para filmar y producir RUTA 9, un documental de rural art autofilmado, donde, a bordo de una Renoleta, recorre la ruta que une la ciudad de Córdoba con Buenos Aires, filmando la experiencia de pintar los predios abandonados.
.
.
.
.
.
source: arteinformado

Tec

Nascido em Córdoba, AR, 1975

Vive e trabalha em São Paulo, SP

TEC, um quase artista viajante – viveu e trabalhou em diferentes países – resolveu a partir de fins de 2011, mover-se de Buenos Aires para São Paulo, cidade em que já expôs outras vezes nos últimos anos e na qual também tem obras anonimamente públicas. E esse novo vínculo já vem anunciado na sua obra.

As que apresenta agora ? à exceção de uma gravura- foram todas realizadas aqui. Nasceram de um projeto de integrar ao seu repertório visual referências, textos sincopados, frases, palavras extraídas de canções brasileiras que admira. Não só isso. Inventou ainda a figura emblemática de um músico ritmista para habitar cenários, que, ao agregar também elementos visuais que lhe são costumeiros e recorrentes na sua produção, configuram intrincadas narrativas visuais de múltiplas entradas e saídas. Serão auto-retatos existenciais? Entre as qualidades artísticas apreciáveis que possui esse artista está sua generosa capacidade de identificação com o universo poético infantil ? gráfico, pictórico, imagético.

Apesar da formação que possui em arte soube desenvolver-se desaprendendo. Seu traço e o manejo da cor fogem do conhecimento estabelecido, e da aparência das coisas, para instaurar pelo, ato criativo, outro e novo real.

Consciente que é da importância do processo na atividade artística ele transforma nesta mostra sua produção em obra e individualiza sua obra em produção. Ao mesmo tempo, todos os trabalhos são um e também são vários.
Além das três grandes pinturas que formalizam a confluência de toda uma inquieta investigação visual de antigos e novos interesses, estão aqui para serem conhecidos diversos desenhos e pinturas de diferentes estágios do processo de trabalho.

À medida que penetra o ambiente imantado das salas de exposição, o visitante, refazendo de forma oposta percurso realizado pelo artista vai descobrir como cada obra ali teve potência geradora e libertou-se depois para se constituir em um fato plástico autônomo.

Não bastasse tudo isso para expor um processo artístico e seus derivados, o artista bem humorado, ainda comenta seu oficio expondo suas ferramentas de trabalho.