PEDRO VENEROSO

TEMPO:COR

Pedro Veneroso Tempo- Cor

source:pedroveneroso
Tempo: cor é uma instalação imersiva que busca modificar a nossa experiência do tempo por meio da conversão das horas em cores. Ela é parte de uma série de trabalhos em que investigo a relação entre notações humanas e o tempo, buscando modificar nossa apreensão do tempo segundo diversos parâmetros, entre os quais a espacialização do tempo e a conversão entre diversas das nossas formas de medir o tempo. O tempo matemático, descrito por meio de algarismos, ou o tempo cromático, descrito por meio de cores?

A instalação é composta por 5 a 25 relógios cromáticos dispostos em um semi-círculo, cada qual ajustado em um fuso horário GMT diferente. Cada relógio consiste em um circuito baseado na placa Raspberry Pi e roda um algoritmo autoral que desenvolvi para converter as horas em cores RGB. Com a disposição dos relógios entre GMT-12 e GMT+12, um dia inteiro é representado, simultaneamente, no espaço expositivo.

Cada relógio avança no ritmo normal ao longo do dia, o que significa que sua cor se modifica para representar a hora atual. Horas, minutos e segundos são convertidos em cores RGB com base em funções seno com período de 24 horas. Isso significa que, a cada 24 horas, cada relógio apresenta uma combinação de cores – vermelho, verde e azul – que atravessa todo o espectro cromático. À meia-noite, o azul chega à mais alta intensidade, sendo a cor predominante nesse horário. Doze horas depois, o azul chega à menor intensidade, predominando a adição do verde e do vermelho, ou seja, o amarelo. Cada função seno está deslocada em 8 horas, o que significa que o verde é a cor mais intensa às 8 da manhã e o vermelho às 4 da tarde.

Tempo: cor converte o tempo em cores e promove a imersão do visitante em uma experiência espacial do tempo, nos provocando a questionarmos os códigos e notações que muitas vezes consideramos axiomáticos e a experimentarmos o tempo como moderador da nossa experiência espacial.
.
.
.
.
.
.
.
source:fileorgbr
‘Tempo: cor’ consists of an immersive installation that seeks to modify our experience of time by converting hours into color. A set of chromatic clocks, each set to a different GMT time zone, projects, in a semicircle, the current time in their mathematical and chromatic representations. The conversion between these two forms of time representation is based on an algorithm composed of sinusoidal functions that modulates the RGB colors as a function of the current time, gradually modifying the intensities of blue, green and red throughout the day: at midday yellow predominates, while at four in the afternoon the hour is red; midnight is blue, six o’clock in the morning is green. Side by side, the colors projected by the clocks merge, creating an immersive experience of a continuous and circular time, between the different time zones, that crosses the entire chromatic spectrum. This installation is part of a series of works in which I investigate the relationships between human notations and codes and our experience of space-time, seeking to change the ways we understand it; in this case, visitors immerse themselves in a spatial experience of time that provokes the questioning of notations and perceptions that we usually consider axiomatic. Changing the way we represent time will change our way of experiencing it?

Bio.

Pedro Veneroso is currently studying for a Ph.D. in Art, has an M.A with Distinction in Literary Studies and a B.A. in the Visual Arts, all from the Federal University of Minas Gerais (UFMG). His research is concerned with the dialog between art, science and technology. He founded the Marginalia Project, won an award at the 4th Filme em Minas festival and was nominated for the 8th Sergio Motta Prize. His work has been shown at institutions such as MAM Rio, MIS São Paulo, Palácio das Artes (Rio) and El Museo Cultural Santa Fe USA. He lectures on the Animated Film and Digital Arts course at UFMG.